Afinal, o que é o terçol?

Extremamente conhecido, o terçol é um problema rodeado de mitos e verdades. Quem nunca ouviu falar que o terçol aparece quando alguém recusa comida para uma grávida? É uma conversa bem comum, mas longe de ser verdadeira.

Sendo assim, é importante saber bem e diminuir todas as dúvidas para diferenciar o que é mito do que é real.

Vamos entender mais sobre o terçol?

Prossiga com a leitura!

O que é terçol?

Para desmistificar o problema, é fundamental conhecer os detalhes.
Mas e então, o que é o terçol?
O terçol é uma inflamação que ocorre ao redor dos olhos quando algumas glândulas, Zeiss e Mol (presentes nas pálpebras) se entopem ou são infectadas por bactérias.

A inflamação que acontece nas pálpebras é normalmente na região externa, porém, também pode surgir na glândula mais interna. Nesses casos, os sintomas são menos dolorosos, mas o problema só pode ser removido com cirurgia.

Popularmente conhecido por terçol, o nome mais correto do problema é hordéolo.

Quais são as causas?

As diversas causas incluem:

  • Blefarite. É um problema que causa a inflamação na borda das pálpebras, onde nascem os cílios, e essa inflamação pode causar o terçol;
  • Oleosidade em excesso nos olhos. Quem tem muita oleosidade nos olhos pode ter as glândulas sebáceas obstruídas, o que ocasiona o terçol;
  • Infecção bacteriana, que é quando uma bactéria fica alojada dentro da glândula, causando o problema nas pálpebras;
  • Mau funcionamento das glândulas – pode ocorrer por diversos fatores distintos.

E quais são os fatores de risco?

Não tem nenhuma relação com as grávidas, e sim com:

  • Pessoas que apresentam o quadro de blefarite;
  • Quem possui a pele oleosa;
  • Pessoas que estão terceira idade;
  • Pessoas que estão na adolescência e possuem os hormônios desregulados.

Sintomas comuns do problema

A principal característica do terçol é justamente o inchaço comum na pálpebra. Mas além disso existem outros fatores, como:

Os sintomas não são os mesmos para todas as pessoas. Desta forma, a melhor opção é buscar um oftalmologista para entender se o problema se trata ou não de hordéolo.

Informações relevantes sobre o assunto

É importante saber que às vezes, quando o terçol é muito grande ou existe mais de um na mesma pálpebra, ele pode ter uma influência direta na superfície da córnea, causando um astigmatismo momentâneo, mas é um fator raro.

Por mais que não seja um problema oftalmológico grave, só um médico pode dar um diagnóstico preciso e tratar o problema da melhor maneira possível.

Nunca faça automedicação. Às vezes o que é um problema simples pode se tornar muito grave. Só use o que for recomendado pelo médico.


Ainda restaram dúvidas sobre o terçol? Então, entre em contato com a Viva Oftalmologia e converse com um de nossos especialistas. Teremos prazer em garantir saúde aos seus olhos.

Atendimento
A Viva Oftalmologia é um centro clínico de referência especializado em oftalmologia com sede na Capital Federal.
Responsável Técnico: Danielle Jampaulo - CRM-DF 17377
Segunda a Sexta - 8h às 18h
Sábado - 8h30 às 12h

Emergência: Segunda a Domingo - 7h às 22

SGAS 616 – AV. L2 SUL – Conjunto A
Lotes 116/117 – Bloco C – Salas 201/11
Centro Clínico Linea Vitta – Asa Sul,
Brasília – DF CEP: 70200-760
Fone: (61) 3246-5555
email: atendimento.vivaoftalmo@gmail.com
Tel: (61) 3246-5555/ Whatsapp: (61) 9.9998-3098

Copyright® 2017 - Viva Oftalmologia - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por Eixo digital

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?