Cirurgia de ceratocone: como funciona?

cirurgia de ceratocone

O ceratocone é uma doença degenerativa da córnea que não tem cura, mas que pode ser controlada e retardada com o tratamento correto. Quanto mais cedo a doença for diagnosticada e tratada, mais simples e efetivo será o tratamento do ceratocone, aumentando as chances de preservação da acuidade visual do paciente.

Entretanto, nos casos em que o uso de óculos ou lentes de contato não conseguem mais conter o avanço da doença, a cirurgia de ceratocone (que pode ser o Anel de Ferrara ou o Crosslinking), passam a ser a melhor opção de tratamento.

Acompanhe o artigo e entenda melhor como funciona cada uma dessas cirurgias, e conheça os cuidados antes e depois da cirurgia, e quando cada uma delas é indicada.

O que é o implante de Anel de Ferrara?

O implante de Anel de Ferrara (também conhecido como implante de anéis intraestromais) consiste no implante de um segmento de acrílico em formato de um anel. Ele irá frear a curvatura da córnea, estabilizando ou retardando o ceratocone.

O anel é fino, transparente e não causa qualquer rejeição no olho. E o procedimento para implantá-lo é rápido, indolor (com anestesia local) e prático. Inclusive, hoje já é possível utilizar um laser femtosegundo para facilitar esse implante, além de reduzir o tempo de cirurgia.

Indicações do Anel de Ferrara

O Anel de Ferrara geralmente é indicado para os seguintes casos:

  • Ceratocone que esteja em um estágio de leve à moderado;
  • Pacientes que não apresentam estabilização do ceratocone por meio do uso de óculos ou de lentes de contato;
  • Córnea transparente, com pouca ou nenhuma cicatriz ou estria na região;
  • Astigmatismo alto em decorrência do ceratocone;
  • Córneas não muito finas.

Lembre-se: o melhor jeito de descobrir se você pode ou não realizar a cirurgia é conversando com um médico. Só o oftalmologista poderá determinar se você está apto para proceder com o Anel de Ferrara. Clique aqui e agende uma consulta na Viva Oftalmologia.

E o que é o crosslinking?

O Crosslinking da córnea é um método ainda menos invasivo que o Anel de Ferrara, e que também pode ser altamente eficaz na estabilização do ceratocone.

O procedimento é feito da seguinte forma: são aplicados no olho algumas gotas de colírio contendo riboflavina (Vitamina B2), seguido da aplicação de luz ultravioleta A controlada, por cerca de 5 a 10 minutos. Ao final da operação, uma lente terapêutica é colocada até que o epitélio cicatrize. Após cerca de 7 dias, a lente é retirada.

O objetivo desse procedimento é fortalecer as fibras do colágeno da córnea, a fim de endurecê-la e impedir que ela “entorte” para a frente, retardando, dessa forma, o avanço do ceratocone.

Indicações do Crosslinking

Semelhante às indicações para o Anel de Ferrara, o Crosslinking pode ser recomendado para os seguintes casos:

  • Ceratocone que esteja em um estágio de leve à moderado;
  • Córnea transparente, com pouca ou nenhuma cicatriz ou estria na região;
  • Pacientes que apresentam intolerância às lentes de contato;
  • Pacientes que não apresentam estabilização do ceratocone por meio do uso de óculos;
  • Astigmatismo alto em decorrência do ceratocone.

Contraindicações da cirurgia de ceratocone

De modo geral, ambos os procedimentos não são indicados para os seguintes casos:

  • Ceratocone avançado;
  • Ceratocone que apresenta opacidade corneana muito severa;
  • Pacientes com tolerância a lentes rígidas.

Preparatórios antes da cirurgia

Antes da cirurgia, recomenda-se lavar bem o rosto para evitar que ocorra alguma infecção. Não é necessário fazer jejum — uma refeição leve já é o suficiente, uma vez  que o procedimento é rápido (dura cerca de 15 minutos).

Cuidados pós-operatório

Em geral, nos dois primeiros dias você pode sentir algum incômodo, como ardência, sensação de corpo estranho e lacrimejamento. Esses sintomas passam, e dentro de alguns dias, você já poderá voltar às suas atividades cotidianas normalmente.

Algumas dicas para o pós-operatório:

  • Não coce os olhos;
  • Evite ambientes sujos para que não ocorra inflamação nos olhos;
  • Evite atividades intensas ou pesadas, como esportes e academia (por 1 mês ou segundo a orientação do seu médico);
  • Use corretamente os colírios e medicamentos receitados pelo médico. Isso irá ajudar na sua recuperação.

Vale ressaltar que o paciente ainda poderá ter que usar óculos ou lentes após a realização da cirurgia, uma vez que o Anel de Ferrara e o Crosslinking não corrigem erros refrativos (embora possam reduzir o grau de miopia e astigmatismo).

Logo, é preciso aguardar até que o grau dos olhos estabilizem após a cirurgia, para que os óculos ou as lentes sejam readequados.

Veja 5 razões para você não ter medo da sua cirurgia ocular

Como escolher qual cirurgia de ceratocone realizar?

Caberá ao médico oftalmologista indicar o procedimento mais adequado para a sua saúde ocular — seja o implante de Anel de Ferrara ou o Crosslinking —, conforme a evolução do seu ceratocone.

Portanto, avance nos cuidados com a saúde dos seus olhos e converse com um oftalmologista sobre a possibilidade de realizar qualquer um dos procedimentos.

Nos dois casos, trata-se de uma solução segura, rápida e indolor, e que tem apresentado resultados excelentes para estabilizar a doença.

Nós já publicamos um artigo comparando as duas cirurgias, e qual é a melhor para tratar o ceratocone. Confira aqui: Anel de Ferrara x Crosslinking: qual o melhor tratamento para o ceratocone?

Dê um passo à frente e agende agora a sua consulta.

Leia também: Ceratocone: quando o transplante de córnea é indicado?

cta-agende-sua-consulta-viva-oftalmologia-teste-de-schirmer
Agende sua consulta agora mesmo na Viva Oftalmologia! É simples e rápido.


0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Atendimento
A Viva Oftalmologia é um centro clínico de referência
especializado em oftalmologia com sede na Capital Federal.
Responsável Técnico: Danielle Jampaulo - CRM-DF 17377
Segunda a Sexta - 8h às 18h
Sábado - 8h30 às 12h

Emergência: Segunda a Domingo - 7h às 22
SGAS 616 – AV. L2 SUL – Conjunto A
Lotes 116/117 – Bloco C – Salas 201/11
Centro Clínico Linea Vitta – Asa Sul,
Brasília – DF CEP: 70200-760
Fone: (61) 3246-5555
email: atendimento.vivaoftalmo@gmail.com
Tel: (61) 3246-5555/ Whatsapp: (61) 9.9998-3098
Copyright® 2017 - Viva Oftalmologia - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por Eixo digital

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?