Estrabismo: o que é, quais são as causas e como tratar

Dentre os tipos de patologias oftalmológicas comuns, está é o estrabismo – também conhecido por “olho torto”-, que consiste basicamente no desalinhamento dos olhos.

Por ser um problema comum, é extremamente natural encontrarmos tanto pacientes, quanto familiares de pessoas com estrabismo, que não sabem ao certo as causas, o melhor tratamento e as maneiras de lidar com a situação.

Para diminuir possíveis dúvidas e entender melhor o que é, prossiga com a leitura!

Leia também:

Problema de vista é hereditário?

Entenda o que é o estrabismo

O estrabismo nada mais é do que um desequilíbrio na função dos músculos oculares, causando um desalinhamento e impedindo que os olhos fiquem paralelos.

O olho possui cerca de seis pares de músculos extra-oculares, que são responsáveis por controlar o movimento dos olhos. Em cada olho, dois movimentam para a esquerda e para a direita. Os outros músculos são responsáveis por movimentar os olhos para baixo e para cima.

Para que ambos fiquem alinhados, todos esses músculos devem estar em equilíbrio. Quando esse equilíbrio não acontece, ocasiona o estrabismo.

Ele pode ser um problema notado no nascimento ou pode acontecer durante a fase adulta.

Leia também:

Assistir a filmes 3D pode fazer mal à vista?

Tipos de estrabismo

Diferente de outros problemas oculares, existem variações de estrabismo, que são:

    • Estrabismo convergente. Que é quando o olho é desviado em direção ao nariz
    • Estrabismo divergente. Quando o desvio é para o lado
    • Estrabismo vertical. Quando é para baixo ou para cima

Existem também alguns casos onde há uma combinação entre o desvio vertical e horizontal.

Saiba quais são as causas

Como é o cérebro que controla as ações dos 6 músculos responsáveis pelo alinhamento dos olhos, existem alguns tipos de doenças que afetam o cérebro e os impulsos nervosos, e elas podem interferir e ocasionar o estrabismo.

Entre elas estão:

    • Alguns tipos de viroses;
    • Síndrome de Down;
    • Hidrocefalia;
    • Prematuridades;
    • Traumas no cérebro;
    • Tumores cranianos.

Leia também:

7 cuidados com a vista para quem trabalha o dia inteiro no computador

Possíveis sintomas

O estrabismo é assintomático para alguns pacientes. Para outros, pode apresentar alguns sintomas como dor nos olhos e na cabeça, e sonolência após tarefas visuais.

Em pacientes adultos também pode apresentar o sintoma de visão dupla.

Leia também:

Conheça alguns sinais de que o uso do celular está prejudicando a sua visão

Tratamento para o estrabismo

Como é mais comum no nascimento, o indicado é que o tratamento comece o mais cedo possível, já que as possibilidades de cura são maiores antes dos dois anos de idade.

É por esse motivo que o estrabismo é considerado uma questão de urgência, assim que diagnosticado.

É importante que a família leve a criança a um oftalmologista para verificar se é somente estrabismo, já que é possível que ela também tenha astigmatismo, miopia e hipermetropia.

Leia também:

Miopia e astigmatismo: como tratar as duas doenças juntas?

Em adultos

Em adultos, o tratamento pode ser através do uso de óculos, óculos + cirurgia para a correção ou apenas cirurgia.

É importante citar que cada caso é distinto e só um médico pode avaliar qual o melhor tratamento.

Informações relevantes

Além da questão oftalmológica onde há desalinhamento dos olhos, o paciente com estrabismo também pode apresentar problemas psicológicos e sociais, relacionados com a questão da aparência, já que ela possui uma influência na autoestima e no comportamento da pessoa.

Desta forma, é indispensável ao notar qualquer introspecção que a família e os amigos busquem auxílio médico especializado para tratar também este quesito.

Se você possui ou conhece alguém com estrabismo, indique este conteúdo e compartilhe nas suas redes sociais. E se necessita de atendimento oftalmológico, agende sua consulta e conte com o tratamento de um de nossos especialistas.

Leia também:

Exames de vista: quais são e o que detectam

Exames de vista que você deve fazer por faixa etária

O que esperar de uma consulta ao oftalmologista?

Atendimento
A Viva Oftalmologia é um centro clínico de referência
especializado em oftalmologia com sede na Capital Federal.
Responsável Técnico: Danielle Jampaulo - CRM-DF 17377
Segunda a Sexta - 8h às 18h
Sábado - 8h30 às 12h

Emergência: Segunda a Domingo - 7h às 22
SGAS 616 – AV. L2 SUL – Conjunto A
Lotes 116/117 – Bloco C – Salas 201/11
Centro Clínico Linea Vitta – Asa Sul,
Brasília – DF CEP: 70200-760
Fone: (61) 3246-5555
email: atendimento.vivaoftalmo@gmail.com
Tel: (61) 3246-5555/ Whatsapp: (61) 9.9998-3098
Copyright® 2017 - Viva Oftalmologia - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por Eixo digital

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?