POSSO FAZER A CIRURGIA REFRATIVA NOVAMENTE?

posso-fazer-a-cirurgia-refrativa-novamente

Os pacientes que utilizam óculos ou lentes de contato acabam se acostumando em ter que passar a vida utilizando esses acessórios. No entanto, com o avanço da medicina, a alternativa da cirurgia refrativa tem se tornado cada vez mais acessível e beneficiado a quem já cansou da rotina com os acessórios e deseja aposentar de vez as lentes com grau.

Apesar de ser uma técnica segura e moderna, sabemos que ainda existem muitas dúvidas a respeito da eficácia das cirurgias refrativas. Neste artigo, falaremos um pouco mais sobre a cirurgia refrativa a laser e sobre quando poderá ser necessário realizá-la novamente. Confira!

O que é e como funciona a cirurgia refrativa?

A cirurgia refrativa a laser tem como objetivo acabar com os problema de visão do paciente, seja a hipermetropia(dificuldade de enxergar perto), miopia (dificuldade em ver de longe) e astigmatismo (distorção das imagens). A partir disso é possível acabar com a dependência dos óculos ou lentes de contato. Como qualquer procedimento cirúrgico, o método envolve benefícios e eventuais riscos.

Para realizar o procedimento cirúrgico é necessária uma avaliação criteriosa dos olhos. O paciente deve apresentar grau estável e realizar os exames prévios e discutir com seu oftalmologista o melhor tratamento para o seu caso. Além disso, pessoas menores de 18 anos e diagnosticadas com ceratocone, ambliopia, catarataglaucoma e herpes ocular não podem realizar a cirurgia.

O procedimento pode ser feito através de três métodos: Lasik, PRK ou Smile. O laser utilizado no tratamento demora em média dois segundos para corrigir um grau, ou seja, além de rápido e seguro, a cirurgia é personalizada, pois o equipamento é capaz de corrigir as pequenas deformações de cada olho individualmente. Com essa tecnologia o oftalmologista é capaz de garantir um melhor resultado para cada caso, diminuindo a possibilidade de ficar um grau residual.

Dentre os três métodos, destaca-se a Técnica Smile, do inglês Small Incision Lenticule Extraction Extração (Extração lenticular com pequena incisão). Seu reconhecimento veio por ser um procedimento minimamente invasivo, reinventando o conceito de cirurgia corretiva, mantendo seu feito em uma única etapa e utilizando apenas um tipo de laser.

Leia também: SMILE: CONHEÇA A REVOLUCIONÁRIA TÉCNICA QUE CORRIGE MIOPIA E ASTIGMATISMO

Grau residual: o que é?

Quando o paciente realiza a cirurgia refrativa e mesmo após o procedimento precisa utilizar lentes de contato ou óculos de grau, esse problema é chamado de grau residual.

A principal razão está relacionada com a evolução do problema visual, ou seja, o grau do paciente não se estabiliza e após a cirurgia há um desenvolvimento da miopia, hipermetropia ou astigmatismo.

Segunda intervenção cirúrgica

A taxa de cirurgias refrativas a laser que precisam realizar uma segunda intervenção para correção do grau residual é de apenas 2%, ou seja, 2 a cada 100 casos sofrem com essa consequência indesejada. Vale destacar, que o grau residual é bem menor que o grau inicial do paciente.

Em alguns casos, é possível sim realizar uma segunda cirurgia em que o profissional irá realizar os retoques necessários. Os cuidados para a realização da nova intervenção devem ser os mesmos já indicados para a primeira. O mais importante é saber que a técnica é eficaz e segura.

Consulte o seu médico sobre os motivos principais para a necessidade de uma nova intervenção para, então, tomar sua decisão. Nesse ponto, é essencial contar com uma clínica de confiança, reconhecida por um atendimento oftalmológico de excelência e com equipamentos técnicos de alta performance.

O grau pode voltar?

Estudos recentes mostram que as pessoas operadas por laser tendem a ter menos variações no grau do que aquelas que não foram operadas. A visão corrigida pelo laser evita desgastes tão comuns que seriam causados pelo esquecimento das lentes de contato. Por exemplo: na ausência dos óculos de grau, muitos pacientes forçam sua vista em leituras, no cinema, no trânsito, em situações com luz baixa e outros.

Para saber mais sobre a cirurgia corretiva ou outro procedimento relacionado à saúde ocular, agende sua consultaconosco e obtenha orientação especializada de um oftalmologista.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Atendimento
A Viva Oftalmologia é um centro clínico de referência especializado em oftalmologia com sede na Capital Federal.
Responsável Técnico: Danielle Jampaulo - CRM-DF 17377
Segunda a Sexta - 8h às 18h
Sábado - 8h30 às 12h

Emergência: Segunda a Domingo - 7h às 22

SGAS 616 – AV. L2 SUL – Conjunto A
Lotes 116/117 – Bloco C – Salas 201/11
Centro Clínico Linea Vitta – Asa Sul,
Brasília – DF CEP: 70200-760
Fone: (61) 3246-5555
email: atendimento.vivaoftalmo@gmail.com
Tel: (61) 3246-5555/ Whatsapp: (61) 9.9998-3098

Copyright® 2017 - Viva Oftalmologia - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por Eixo digital

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?