Pterígio: saiba o que é, como acontece e como resolver

Um problema muito conhecido popularmente como “carne no olho”, o pterígio – o verdadeiro nome desta patologia – é mais comum do que grande parte das pessoas imagina.

Para entender o que é, como acontece e o que pode ser feito para reverter a questão, prossiga com a leitura do nosso conteúdo de hoje!

Afinal, o que é o pterígio?

O pterígio é nada mais do que uma alteração na membrana transparente do olho, que é chamada de conjuntiva. Esta alteração costuma ser sobre a superfície do olho em direção à pupila e é por este motivo que é o problema é conhecido por ‘carne no olho’.

É, normalmente, uma lesão que cresce de forma lenta ao longo da vida, mas pode parar em determinada altura – o que varia de caso para caso.

Em casos mais avançados de pterígio, ele pode crescer de maneira mais rápida ou pode cobrir a pupila a ponto de interferir na visão do portador.

Quais são os sintomas?

Os sintomas do pterígio podem variar de acordo com a evolução da doença. É importante ressaltar que existem também alguns casos onde o pterígio é assintomático.
Mas de modo geral, entre os sintomas estão:

  • Visão turva;
  • Olhos avermelhados – em casos mais avançados além dos olhos vermelhos, também pode ocorrer inflamação nos olhos;
  • Sensação de corpo estranho nos olhos;
  • Fotofobia;
  • Lacrimejamento;
  • Uma pele nos olhos em direção a pupila;
  • Ardência nos olhos.

E quais são as causas do pterígio?

Dentre as causas comuns do pterígio estão:

  • Olho seco;
  • Exposição contínua e crônica dos olhos à luz solar;
  • Exposição direta dos olhos ao vento, poeira e/ou poluição.

Existem fatores de risco?

Existem alguns fatores que podem ser levados em consideração. O pterígio é mais comum em pessoas com idade entre 20 a 40 anos e é considerado mais comum em homens do que em mulheres.

E é possível prevenir?

Como a poeira e a exposição ao sol são fatores que podem contribuir para o surgimento do pterígio, uma das melhores formas de prevenir é através do uso de óculos de sol, já que os mesmo podem proteger os olhos contra a poeira, vento e a luz ultravioleta.

O que o pterígio pode causar aos olhos?

Dentre as complicações que podem surgir em função da patologia, a principal delas é o comprometimento visual, que pode resultar um astigmatismo severo. Por isso, na maior parte dos casos os médicos indicam intervenção cirúrgica para resolver o problema.

Informações relevantes

  • Em alguns casos de pterígio não é indicada a intervenção cirúrgica para resolver o problema. Quando os sintomas são moderados, é possível tratar com colírios anti-inflamatórios;
  • É possível usar um adesivo biológico (cola biológica) ao invés da sutura “com ponto”, o que diminui muito a recidiva, que é a possibilidade de volta do pterígio;
  • Em certos casos, a remoção cirúrgica de pterígio pode induzir astigmatismo. Por isso, só um oftalmologista pode indicar o melhor tratamento para o problema.

Espero que o conteúdo tenha te ajudado a compreender o que é o pterígio e como é possível tratar o problema. Em caso de dúvidas, entre em contato com os profissionais da Viva Oftalmologia. Até o próximo conteúdo!

Atendimento
A Viva Oftalmologia é um centro clínico de referência
especializado em oftalmologia com sede na Capital Federal.
Responsável Técnico: Danielle Jampaulo - CRM-DF 17377
Segunda a Sexta - 8h às 18h
Sábado - 8h30 às 12h

Emergência: Segunda a Domingo - 7h às 22
SGAS 616 – AV. L2 SUL – Conjunto A
Lotes 116/117 – Bloco C – Salas 201/11
Centro Clínico Linea Vitta – Asa Sul,
Brasília – DF CEP: 70200-760
Fone: (61) 3246-5555
email: atendimento.vivaoftalmo@gmail.com
Tel: (61) 3246-5555/ Whatsapp: (61) 9.9998-3098
Copyright® 2017 - Viva Oftalmologia - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por Eixo digital

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?