Visão dupla, o que pode ser?

Os sentidos do corpo são indispensáveis para a interação entre as pessoas e o ambiente. Desta forma, os olhos são responsáveis por garantir a visão e possibilitar que tudo possa ser enxergado de maneira correta.

Para que a visão aconteça naturalmente, os olhos devem funcionar sem alterações, ou seja, a luz entra pela córnea e a imagem é formada na retina. Quando não é assim, pode acontecer diversos tipos de patologias, como miopia, astigmatismo, hipermetropia e até mesmo a visão dupla.

Também conhecida por diplopia, a visão dupla acontece quando o indivíduo enxerga duas imagens ao invés de uma só, o que pode causar problemas diversos.

Para saber mais sobre o assunto, acompanhe o conteúdo.
Vamos lá?

Entenda a visão dupla (diplopia)

Como citado, a visão dupla acontece quando o portador do problema vê duas imagens ao invés de uma só. É como se o cérebro tivesse o entendimento que um objeto só na verdade são dois.

É mais ou menos o que acontece com uma pessoa quando ela está tonta ou até mesmo sob o efeito do álcool.

Tipos de visão dupla

É um problema dividido em tipos, que são:

Diplopia horizontal

É quando a imagem dupla é formada horizontalmente, ou seja, uma imagem ao lado da outra.

Pode ocorrer também em situações como a diplopia cruzada, que acontece quando a imagem do olho direito está para a esquerda. Além deste tipo, pode acontecer também a diplopia homônima, que é quando a imagem do olho direito está para a direita e o da esquerda voltado para a esquerda. Neste caso, a imagem se forma na retina nasal.

Diplopia cruzada ou oblíqua

Neste tipo a visão dupla acontece com uma combinação de dois tipos de diplopia, a vertical e a horizontal com uma torção, onde a pessoa enxerga os objetos bem embaçados.

Diplopia vertical

É quando as imagens surgem de maneira vertical.

Quais são as principais causas?

As causas podem variar desde problemas mais simples até situações graves, incluindo:

  • Problemas oculares como o estrabismo, astigmatismo e até a miopia;
  • Pancadas na cabeça;
  • Problemas musculares;
  • Lesões cerebrais;
  • Problemas como derrame ou tumor cerebral.

Além das causas citadas, o uso excessivo de drogas, álcool e até mesmo o tabagismo podem contribuir de forma direta para a visão dupla.

Quais são os sintomas?

O principal sintoma é a própria visão dupla, e este deve ser valorizado independente do surgimento de outros sintomas adicionais.

Mas em alguns casos, existem sintomas que são:

Como é feito o tratamento?

O tratamento consiste em eliminar primeiramente a causa do problema. Por isso, é fundamental não associar a uma situação momentânea. Ao notar qualquer sinal de visão dupla é importante buscar um médico a fim de realizar exames específicos.

Grande parte dos casos de diplopia são corrigidos com exercícios para os olhos, mas só um médico pode informar qual o melhor procedimento.

Para entender mais sobre a visão dupla e outros problemas oftalmológicos, conheça a Viva Oftalmologia e nossos especialistas. Faça-nos uma visita!

Atendimento
A Viva Oftalmologia é um centro clínico de referência
especializado em oftalmologia com sede na Capital Federal.
Responsável Técnico: Danielle Jampaulo - CRM-DF 17377
Segunda a Sexta - 8h às 18h
Sábado - 8h30 às 12h

Emergência: Segunda a Domingo - 7h às 22
SGAS 616 – AV. L2 SUL – Conjunto A
Lotes 116/117 – Bloco C – Salas 201/11
Centro Clínico Linea Vitta – Asa Sul,
Brasília – DF CEP: 70200-760
Fone: (61) 3246-5555
email: atendimento.vivaoftalmo@gmail.com
Tel: (61) 3246-5555/ Whatsapp: (61) 9.9998-3098
Copyright® 2017 - Viva Oftalmologia - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por Eixo digital

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?