Calázio no olho: o que é, causas, sintomas e tratamento

Calázio no olho o que é, causas, sintomas e tratamento

O calázio é uma inflamação que ocorre no olho logo após os cílios, podendo se manifestar tanto na pálpebra inferior quanto na pálpebra superior. Costuma ser mais frequente em pacientes com problemas de acne, seborreia e rosácea, por exemplo. 

O principal sintoma é o inchaço avermelhado na pálpebra, semelhante a um caroço, o que fazem muitos confundirem o problema com terçol.

O tratamento pode envolver tanto o uso de técnicas simples, como compressa de água, como também medicamentos, pomadas e, em alguns casos, cirurgia.

Continue acompanhando o artigo para entender com mais detalhes sobre o problema e esclareça as suas dúvidas!

O que é calázio?

imagem de calázio no olho
Imagem de Calázio no olho

O calázio é caracterizado pelo aparecimento de um inchaço na pálpebra do olho, parecido com um caroço avermelhado, que pode se manifestar em qualquer idade, não sendo contagioso, nem maligno.

Em geral, o inchaço costuma se formar na pálpebra superior do olho, podendo surgir tanto na parte externa (calázio externo) quanto na parte interna (calázio interno).

O problema se forma devido à inflamação das glândulas sebáceas que se localizam nas pálpebras (responsáveis por liberar secreções e líquidos que lubrificam o olho). 

Com essa inflamação, as glândulas ficam obstruídas e não conseguem liberar as secreções, levando à formação de um nódulo cheio de líquido na pálpebra, que seria o calázio.

Além disso, a tendência é que, quanto mais tempo as glândulas permanecem obstruídas, maior o tamanho do calázio e a possibilidade do problema evoluir para questões mais sérias.

Um calázio não tratado, por exemplo, pode levar a problemas como astigmatismo e visão borrada.

Qual a diferença entre Terçol e Calázio?

Essa é uma dúvida muito comum dos pacientes, já que, visualmente, o terçol e o calázio se assemelham, surgindo na pálpebra do olho. Porém, a diferença é simples: enquanto o terçol surge devido a uma infecção, o calázio aparece por conta de uma inflamação.

Entenda mais em:

Afinal, o que é o terçol?

O que provoca a inflamação? Conheça as possíveis causas

Por estar diretamente ligado com a inflamação das glândulas sebáceas localizadas nas pálpebras, o calázio costuma ser causado por problemas que aumentam a produção de secreção dessas glândulas ou influenciam na presença de bactérias no local, como acne, dermatite seborréica, rosácea, blefarite ou conjuntivite.

Como identificar o problema? 9 principais sintomas de calázio

Além da protuberância e inchaço na pálpebra, outros sintomas característicos de calázio são:

  • Área sensível e dolorida;
  • Pele da pálpebra avermelhada ou vermelha;
  • Pele mais quente do que o natural;
  • Aparecimento de cisto ou caroço;
  • Aumento gradativo da lesão;
  • Irritação no olho;
  • Dificuldade para enxergar;
  • Lacrimejamento;
  • Sensibilidade à luz.

Nem sempre, os sintomas se manifestam ao mesmo momento. É comum que dores e irritação, por exemplo, desapareçam após alguns dias, dando a falsa sensação de que o problema está sendo curado.

Porém, o caroço formado pode continuar a crescer e afetar ainda mais o globo ocular e a visão.

Tratamento calázio: quais as opções?

Na grande maioria dos casos, o calázio desaparece sozinho e não é necessário tratamento

Nesses casos, há a possibilidade de acelerar o processo de cura com a aplicação de compressas de água morna suavemente na região, que vão ajudar a desobstruir as glândulas sebáceas da pálpebra e a drenar a secreção acumulada.

Porém, se o problema persistir e não houver melhora clínica, podem ser indicadas pomadas, medicamentos específicos, colírios e até cirurgia

Entenda melhor abaixo.

Pomada para Calázio

As pomadas são indicadas principalmente em casos onde o calázio evolui e a região fica infectada por bactérias.

Remédio para Calázio

Em geral, os medicamentos recomendados para tratar o problema envolvem o uso de corticosteróide e antibióticos ou, ainda, ingestão de tetraciclina via oral, a depender de cada caso.

Colírio para Calázio

Os tipos de colírios indicados costumam ser anti-inflamatórios

Leia também:

Uso de colírio pode causar algum mal?

Calázio cirurgia

Caso o calázio não responda às outras formas de tratamento, seja um problema frequente na vida do paciente, esteja evoluindo rapidamente ou impactando diretamente na visão do paciente, pode-se realizar um pequeno procedimento cirúrgico para drenar a secreção do problema e desobstruir a glândula.

A cirurgia é indolor, feita em centro cirúrgico, costuma durar poucos minutos (de 5 a 10 min) e utiliza-se um colírio para anestesia local.

Também é possível realizar uma leve sedação no paciente para que ele “cochile” durante o procedimento, para que fique mais confortável.

Esse tipo de intervenção cirúrgica não costuma deixar cicatrizes e a recuperação é rápida.

Mas é fundamental ressaltar que, assim como as outras patologias dos olhos, só um oftalmologista pode informar qual a melhor maneira de resolver o problema

Dessa forma, evite realizar qualquer procedimento antes de buscar por um especialista.

cta-agende-sua-consulta-viva-oftalmologia-teste-de-schirmer
Agende sua consulta agora mesmo na Viva Oftalmologia! É simples e rápido.

Quanto tempo dura a inflamação?

Em geral, o calázio costuma desaparecer completamente de forma natural em até 1 mês, podendo variar de acordo com a gravidade e evolução do problema.

Identifiquei sintomas: o que fazer?

A primeira recomendação é não apertar, espremer nem pressionar a região, já que pode prejudicar visivelmente os olhos e até piorar a inflamação. 

Evite também passar as mãos ou dedos nos olhos em qualquer hipótese, para não causar infecção.

Além disso, mesmo que o problema costume se curar sozinho, é essencial que procure um oftalmologista para que ele possa avaliar a situação e oferecer um diagnóstico preciso, para ajudar a acelerar o processo de cura e indicar a melhor forma de tratamento para o seu caso.

Consulte-se com um dos especialistas da Viva Oftalmologia! Nossos profissionais estão disponíveis para orientá-lo da melhor forma possível. Clique aqui e agende a sua consulta agora mesmo.

Leia também: 

Acompanhamento oftalmológico: entenda a importância deste acompanhamento do início ao fim do ano.

Exames de vista que você deve fazer por faixa etária

Atendimento
A Viva Oftalmologia é um centro clínico de referência
especializado em oftalmologia com sede na Capital Federal.
Responsável Técnico: Danielle Jampaulo - CRM-DF 17377
Segunda a Sexta - 8h às 18h
Sábado - 8h30 às 12h

Emergência: Segunda a Domingo - 7h às 22
SGAS 616 – AV. L2 SUL – Conjunto A
Lotes 116/117 – Bloco C – Salas 201/11
Centro Clínico Linea Vitta – Asa Sul,
Brasília – DF CEP: 70200-760
Fone: (61) 3246-5555
email: atendimento.vivaoftalmo@gmail.com
Tel: (61) 3246-5555/ Whatsapp: (61) 9.9998-3098
Copyright® 2017 - Viva Oftalmologia - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por Eixo digital

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?