Blefarite: o que é, como acontece e quais são as causas

Blefarite

A blefarite é um tipo de inflamação nos olhos que acontece na pupila, sendo confundida frequentemente com o terçol, que pode ser causada por questões como rosácea e piolho nos olhos. Entre os principais sintomas estão: descamação ao redor dos olhos e vermelhidão.

Se essa doença não é comum para você, mas deseja entender o que é, como acontece e quais são as causas, prossiga com a leitura do conteúdo!

O que é a blefarite?

A blefarite é um tipo de inflamação que afeta diretamente as pálpebras. É um grande incômodo já que faz com que os olhos cocem e fiquem irritados e avermelhados.

É fundamental entender bem o que é este problema, já que a blefarite é comumente confundida com outros incômodos nos olhos, como o terçol, por exemplo.

Porém, diferente do terçol (mas é importante lembrar que a blefarite pode contribuir para o surgimento do terçol), a doença não tem um “ponto fixo” e pode ser ao redor do olho por inteiro.

É um problema que pode surgir em todas as fases da vida, sendo extremamente desconfortável ao portador, mas não causa danos perpétuos aos olhos e à visão.

Quando falamos em doenças e problemas que afetam diretamente os olhos, grande parte das pessoas pensa em astigmatismo, miopia e conjuntivite. Mas da mesma forma que existem diversas doenças no corpo, os olhos — infelizmente —, também possuem.

E dentro desta infinidade de incômodos na visão, estão as infecções e as inflamações, como é o caso da blefarite.

Leia também:

10 doenças dos olhos mais comuns que você deve conhecer

Tipos

Pode ser classificada em tipos, que são:

  • Blefarite posterior: que afeta diretamente a parte interior da pálpebra (a que entra em contato com o globo ocular);
  • Blefarite anterior: que ocorre somente na região dos cílios – borda frontal da pálpebra.

Informação relevante: independente de qual for a classificação, realizar a automedicação pode agravar o quadro do paciente. Dessa forma, sempre busque por um oftalmologista ao notar incômodos nos olhos e nunca realize procedimentos caseiros.

Qual a causa da blefarite?

As possíveis causas do problema não são tão claras, mas é possível saber que ela acontece quando as glândulas que estão na região da base dos cílios não funcionam como deveriam, ocasionando a irritação.

É válido ressaltar que existem outras patologias e irritações que podem contribuir para o surgimento da blefarite, sendo elas:

  • Quadro de infecção bacteriana;
  • Crises alérgicas – que podem envolver o uso de lentes de contato e até mesmo de maquiagens;
  • Rosácea – que é uma doença de pele que costuma surgir na região do rosto;
  • Certos tipos de medicamentos para tratar a acne – quando não usados da maneira correta e com prescrição médica;
  • Mau funcionamento das glândulas presentes na região dos olhos;
  • Piolho de cílios.

Informação relevante: a causa tem relação direta com o tipo de blefarite.
A blefarite anterior é causada normalmente por bactéria ou presença de caspas nas sobrancelhas/cílios. Já a blefarite posterior está ligada a condições do ambiente que favorecem o surgimento de bactérias e também possui relação direta a problemas na pele, como você viu acima.

Sintomas

Os sintomas são variados, mas podem incluir:

  • Olhos avermelhados;
  • Pálpebras mais oleosas do que o natural;
  • Fotofobia – sensibilidade à luz;
  • Cílios grudados uns aos outros;
  • Sensação de queimação nos olhos;
  • Sensação de areia nos olhos;
  • Descamação da pele ao redor dos olhos;
  • Lacrimejamento constante;
  • Perda constante de cílios.

Você sabe quais são os exames de vista que deve fazer por faixa etária? Confira aqui.

Quanto tempo leva para curar a blefarite?

Quando tratada, a blefarite pode levar entre 1 a 2 meses para ser curada completamente. Sendo que casos específicos, como quadros em que há outras doenças relacionadas, são os que representam mais tempo de cura da doença.

Dica Viva Oftalmologia: como tratar Blefarite?

Assim como outros problemas nos olhos, a melhor forma de tratar é buscando um oftalmologista ao notar qualquer mudança.

Mesmo que a blefarite não seja uma inflamação com sérias consequências, o diagnóstico exato só pode ser dado por um especialista.

Além do mais, é fundamental manter uma boa higiene nos olhos e região. Realizar limpeza diária e evitar produtos que possam agredir e irritar a visão.

Para as mulheres, evitar dormir com maquiagem também é importante. 

São pequenas dicas que podem modificar visivelmente a saúde dos seus olhos.

Se o conteúdo foi útil, compartilhe nas suas redes sociais e informe outras pessoas sobre a blefarite. E se deseja entender mais sobre a saúde dos seus olhos, agende uma consulta e conheça nossos especialistas. Conte com a Viva Oftalmologia.

Leia também: Acompanhamento oftalmológico: entenda a importância deste acompanhamento do início ao fim do ano.

cta-agende-sua-consulta-viva-oftalmologia-blefarite
Agende sua consulta agora mesmo na Viva Oftalmologia! É simples e rápido.
Atendimento
A Viva Oftalmologia é um centro clínico de referência
especializado em oftalmologia com sede na Capital Federal.
Responsável Técnico: Danielle Jampaulo - CRM-DF 17377
Segunda a Sexta - 8h às 18h
Sábado - 8h30 às 12h

Emergência: Segunda a Domingo - 7h às 22
SGAS 616 – AV. L2 SUL – Conjunto A
Lotes 116/117 – Bloco C – Salas 201/11
Centro Clínico Linea Vitta – Asa Sul,
Brasília – DF CEP: 70200-760
Fone: (61) 3246-5555
email: atendimento.vivaoftalmo@gmail.com
Tel: (61) 3246-5555/ Whatsapp: (61) 9.9998-3098
Copyright® 2017 - Viva Oftalmologia - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por Eixo digital

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?